Search
Close this search box.

Política

Na abertura da Caravana do FCO, Caiado ressalta democratização das linhas de crédito em Goiás

Publicado

em

Projeto itinerante busca facilitar acesso a linhas de crédito ao empresariado goiano. Referência nacional, gestão do FCO em Goiás deve ser utilizada como modelo para o Centro-Oeste

O governador Ronaldo Caiado destacou a importância do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO) para o desenvolvimento econômico de Goiás, ao participar da abertura da Caravana da Sudeco, nesta segunda-feira (30/10), em Goiânia. O evento tem como principal objetivo facilitar o acesso ao crédito a pequenos e médios empresários, ampliando a geração de emprego e renda. “Não tem como não reconhecer o que o FCO representa para o Centro-Oeste. São milhares de empresas que tiveram esse recurso em Goiás e que puderam alavancar cada vez mais”, afirmou Caiado.

O projeto itinerante chega ao estado por iniciativa da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), em parceria com o Governo de Goiás, e realiza atendimentos no Centro Cultural Oscar Niemeyer até esta terça-feira (31/10).

Goiás é reconhecido pela Sudeco como referência nacional na administração dos recursos do FCO. Sob atual gestão estadual, foi criado um sistema de triagem das solicitações, para evitar que os investimentos ficassem concentrados a grandes corporações. “Não é correto que um dinheiro que tem a finalidade específica de combater desigualdades regionais vá atender apenas uma pessoa”, explicou o chefe do Executivo goiano.

“Com essa pulverização do dinheiro, nós conseguimos levar investimento para as regiões mais carentes, atendendo tanto pequenos e microempresários, como também agricultores familiares. O resultado são milhares de empregos gerados. Isso é democratização da verba do FCO, não existe mais a concentração que existia antigamente”, completou o governador, que também ressaltou a importância da Caravana para ampliar a distribuição dos recursos.

Governador destaca a democratização do crédito por meio do FCO para o desenvolvimento econômico goiano, durante abertura da Caravana da Sudeco

Governador destaca a democratização do crédito por meio do FCO para o desenvolvimento econômico goiano, durante abertura da Caravana da Sudeco

Desde 2019, Goiás concedeu R$ 15,6 bilhões em empréstimos do Fundo, que impulsionaram mais de 51 mil novos empreendimentos e cerca de 700 mil empregos diretos. A superintendente da Sudeco, Rose Modesto, afirmou que o modelo de gestão adotado em Goiás será discutido na próxima reunião do conselho do FCO para ser replicado em todos os estados do Centro-Oeste.

“O governador Ronaldo Caiado, com toda a equipe, tem acompanhado de perto onde está o dinheiro, se quem está pegando crédito é, de fato, quem precisa e gera emprego. Esse monitoramento é uma referência para nós porque é um fundo que precisa ser administrado com muita lisura e vontade de ver esse dinheiro chegar onde precisa, como tem sido aqui”, explicou.

A Caravana reúne diversas instituições financeiras, como o Sebrae, Banco do Brasil, Sicredi, Sicoob, além da Goiás Fomento e Goiás Turismo. O vice-presidente de Governo e Sustentabilidade Ambiental do Banco do Brasil, José Ricardo, parabenizou a iniciativa. “Com essa parceria a gente ajuda no desenvolvimento do estado de Goiás e do Centro-Oeste. O Banco do Brasil continuará sendo um grande parceiro do estado de Goiás”, garantiu Ricardo.

Segundo o secretário da Retomada, Cesar Moura, a Caravana tem a intenção de desfazer a crença de que é difícil conseguir crédito. “Com essa Caravana vamos conseguir captar mais propostas para o FCO e desmistificar essa dúvida de que é muito difícil pegar o financiamento”, explicou o secretário.

FCO Mulher
Durante a abertura da Caravana, o governador Ronaldo Caiado também assinou o lançamento do FCO Mulher Empreendedora em Goiás, que destina condições especiais como forma de combater a violência contra a mulher por meio da autonomia financeira. “São formas que a gente foi buscando de poder fazer com que as mulheres tenham também essa condição de poder abrir o seu próprio negócio”, explicou a superintendente da Sudeco. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual também assinou o FCO Irrigação.

Durante o evento, Caiado voltou a criticar o projeto da reforma tributária, que deve ser votado em novembro pelo Senado Federal, que estabelece a extinção dos fundos regionais. “Retirar o FCO de Goiás significa retirar autonomia de poder investir, é algo extremamente penalizador, que vai comprometer muito o desenvolvimento do Centro-Oeste, Norte e Nordeste”, alertou.

O vice-governador Daniel Vilela chamou a atenção para a necessidade de apoiar Caiado na defesa do pacto federativo. “Precisamos somar forças ao governador e ampliar a unidade com empresários e forças políticas, para que a gente não deixe que essa reforma venha punir um estado que dá certo, em grande parte, em razão dessas políticas públicas eficientes como o FCO”, ponderou.

Fotos: Hegon Corrêa / Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Comentários do Facebook

Política

“Temos que governar com o espírito de JK”, defende Caiado em encontro nacional de lideranças

Publicados

em

Na 2ª edição do Seminário Brasil Hoje, em São Paulo, o governador falou sobre clima de acirramento da política nacional e soluções reais para problemas da população

No debate sobre desafios e oportunidades para os estados, em São Paulo, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, citou o ex-presidente Juscelino Kubitschek (JK), que comandou o país entre 1956 e 1961 em clima de coalizão. “Foi esse homem que deu conta de fazer todo o desenvolvimento, destacar o Centro-Oeste e o Norte do país”, disse Caiado. A fala foi durante a segunda edição do Seminário Brasil Hoje, realizado nesta segunda-feira (22/04).

O evento reuniu lideranças políticas e do setor privado para debater o cenário econômico atual. “Ninguém governa brigando, nesse clima de acirramento político. O presidente hoje tem que governar com o espírito que JK teve, de poder, se preocupar com matérias relevantes”, disse Caiado. Ao lado do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, o goiano encerrou o evento, com a mediação do jornalista Willian Waack.

Em seminário nacional, Caiado fala que presidente da República deve seguir exemplo de JK

Em seminário nacional, Caiado fala que presidente da República deve seguir exemplo de JK

Caiado relembrou que, à época de JK, o país também vivia grande clima de polarização política, com diversas forças tentando derrubar o presidente. Ao ser resolvida a crise, JK pediu calma e que o deixassem trabalhar pelo país, sem também promover clima de revanchismo contra adversários.

“Essa polarização é deletéria, todo mundo pode contribuir para seu fim”, disse Tarcísio ao concordar com Caiado. Para ele, o Judiciário, Legislativo, a mídia e mais setores da sociedade também devem atuar para descomprimir o debate. “Estamos cada dia mais próximos do limite, a população não aguenta”, alertou Tarcísio. O encontro foi promovido pela organização Esfera Brasil, que se intitula “apartidária e independente”, com transmissão ao vivo via internet.

Sobre desafios da segurança pública nos estados, Caiado ressaltou que “bandido tem que cumprir pena, e não ficar fazendo falsa política social”. Ele destacou ainda a necessidade do combate às facções criminosas que dominam diversos pontos, nas grandes metrópoles. “Ter territórios onde não se pode entrar significa que não temos um estado democrático de direito”, afirmou.

Como resultado das ações do Governo de Goiás, ele citou que o estado hoje não tem nenhum território dominado por facções e é exemplo nacional em segurança pública.

Seminário
Também integraram a programação do seminário o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, além de outras autoridades. Nos demais painéis, foram abordados temas como as perspectivas para as eleições municipais, comunicação, meio ambiente e integração e inovação de cadeias produtivas.

Fotos:_Julia Fagundes Esfera / Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA