Cidades

Prefeitura de Goiânia apresentará painel na 8ª edição do Connected Smart Cities, maior congresso sobre cidades inteligentes, em São Paulo

Publicado

em

A Prefeitura de Goiânia apresentará um dos painéis da 8ª edição do Connected Smart Cities, maior evento sobre cidades inteligentes no Brasil. O congresso acontece nos dias 04, 05 e 06 de outubro, em São Paulo, em paralelo à quarta edição do Connected Smart Mobility. O secretário do Escritório de Prioridades Estratégicas, Felipe Alves de Lima, vai falar em nome da gestão do prefeito Rogério Cruz.

O Connected Smart Cities é um evento que envolve empresas, entidades e esferas de governo com o propósito de encontrar o DNA de inovação para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas de pequeno ou grande porte. A exposição do secretário Felipe Alves será sobre o “Sandbox Regulatório de Goiânia”.

Embora o conceito seja novo, Felipe Alves afirma que os sandbox já se incorporaram à realidade administrativa de Goiânia e fazem parte das recomendações da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para uma cidade inteligente. Por esse motivo, a capital foi chamada para tratar do assunto.

O sandbox funciona como laboratório no ambiente urbano. O poder público delimita um perímetro e testa, dentro dele, tecnologias e soluções que, no futuro, alcançarão comunidades inteiras.

O município de Foz do Iguaçu (PR), por exemplo, escolheu um bairro inteiro, a Vila A Inteligente, onde estão sendo testadas soluções como estações de hidratação com água quente e fria, Internet sem fio, torres para carregar bateria de celular, equipamento de medição e monitoramento da energia em residências e estabelecimentos comerciais, semáforos e luminárias inteligentes

Felipe Alves afirma que Goiânia já concluiu etapas preparatórias para criação do seu próprio sandbox. O decreto nº 3.955/2022, publicado na segunda-feira (26/09), introduziu o conceito à legislação da capital.

Nas semanas seguintes, o prefeito Rogério Cruz vai sancionar o decreto que delimitará o perímetro em que a gestão municipal vai constituir o primeiro ambiente de testes.

“O prefeito Rogério Cruz já nos pediu estudos, e a equipe do Escritório de Prioridades Estratégicas levanta informações técnicas para que possa definir a melhor área de testes para o município. Não se pensa apenas na Goiânia do hoje, mas também na do amanhã. Afinal, cidade não é algo estático. É um processo de ressignificação permanente”, conclui Felipe Alves.

Foto: Jackson Rodrigues

Secretaria Municipal de Comunicação – Prefeitura de Goiânia

Fonte: Prefeitura de Goiânia – GO

Comentários do Facebook

Cidades

Nova RMTC: Mais de 300 pontos de ônibus foram construídos ou revitalizados em menos de um mês

Publicados

em

Projeto prevê a substituição de todos os 865 abrigos de concreto da rede de transporte coletivo da Região Metropolitana por estrutura metálica até 2026

Desde o final de janeiro de 2024, mais de 300 pontos de parada do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana passaram por construção, recuperação ou revitalização. As ações integram o projeto Nova Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (Nova RMTC) lançado no início do ano e têm o objetivo de oferecer mais segurança aos usuários.

De acordo com o subsecretário de Políticas para Cidades e Transporte da Secretaria-Geral de Governo (SGG), Miguel Angelo Pricinote, com a nova gestão já foram realizados 865 laudos periciais em abrigos de concreto, com a finalidade de identificar as condições da estrutura. Desse total, verificou-se que 230 estão em estado crítico e serão demolidos em breve. Novos abrigos serão construídos nesses locais. Todos os 865 pontos de concreto serão substituídos por estrutura metálica até 2026.

Outra ação foi a conservação de 96 pontos de ônibus – com serviços de manutenção preventiva como a limpeza, iluminação e acessibilidade dos locais de embarque e desembarque dos passageiros. Outros 54 abrigos passaram por reforma, com a substituição de peças danificadas, a pintura e a instalação de novos elementos de conforto e segurança, como bancos, lixeiras, câmeras e sensores.

Nova identificação
Mais de cem pontos de ônibus ganharam nova identificação, com o intuito de disponibilizar aos usuários informações sobre as linhas, os horários e os itinerários dos ônibus. A ideia é facilitar e melhorar as viagens dos passageiros.

Além disso, serão construídos 51 novos abrigos para atender a demanda dos usuários, com padrão moderno e sustentável. No total, cerca de 7 mil abrigos vão receber melhorias e, pela primeira vez, terão investimentos permanentes para recuperação e conservação.

“Essas ações fazem parte do projeto Nova RMTC, que tem como objetivo recuperar e requalificar a prestação dos serviços de transporte público coletivo de passageiros na região metropolitana de Goiânia, em benefício dos usuários e da mobilidade urbana”, afirma Pricinote.

A Nova RMTC é uma política pública instituída pela Deliberação da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) nº 09, de 27 de outubro de 2023, e compreende nove iniciativas, entre elas a renovação de toda a frota de veículos convencionais e a recuperação, renovação e manutenção da infraestrutura de transportes do Eixo Anhanguera.

Fotos: RedeMob Consórcio / Secretária-Geral de Governo – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA